• COOPTEC

NOVEMBRO AZUL

10 SEGUNDOS QUE PODEM SALVAR A SUA VIDA!

Em novembro, o alerta é para os homens: neste mês, o convite é para a reflexão sobre os cuidados com a saúde, os hábitos do dia a dia e o estilo de vida. Mais do que isso, é hora de marcar os exames de rotina, entre eles, se necessário, o polêmico exame de toque, que identifica o câncer de próstata e leva apenas 10 segundos para ser realizado.


O exame proporciona o diagnóstico precoce, essencial para um tratamento menos invasivo da doença. Detectar o câncer de próstata na fase inicial ainda aumenta muito as chances de cura, por isso sua importância.


Dados do INCA: Conforme os dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de próstata é o segundo mais comum no Brasil entre os homens, atrás apenas do câncer de pele não-melanoma. É considerada uma doença da terceira idade, já que 75% dos casos são de homens acima dos 65 anos.

Só no ano de 2016 foram diagnosticados 61 mil homens com a doença no Brasil. Esse número se torna tão representativo porque a doença não apresenta nenhum sintoma no início e quando diagnosticados, em 95% dos casos o câncer já está em estágio muito avançado.


Muito além de conscientizar, a campanha também luta para acabar com o preconceito.


A falta de informação é uma barreira que intimida muitos homens à prevenção e, consequentemente, ao diagnóstico precoce da doença.


O tumor na próstata – uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen, responsável por produzir parte do sêmen – pode crescer rapidamente, se espalhar para outros órgãos e, inclusive, levar à morte.


Na sua fase inicial, o câncer de próstata tem evolução silenciosa e não perceptível pelos pacientes, já que os sintomas se assemelham aos do crescimento benigno da próstata, como dificuldade de urinar ou necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou a noite. Na fase avançada, a doença pode causar dores ósseas, sintomas urinários e até infecção generalizada ou insuficiência renal. Outros sinais de alerta são diminuição do jato de urina ou presença de sangue no xixi.


FATORES DE RISCO

Um estilo de vida saudável contribui para evitar vários tipos de doenças. No caso do câncer de próstata, por exemplo, o excesso de gordura corporal pode ser um fator de risco no desenvolvimento avançado da complicação. Por isso, manter uma alimentação balanceada e uma rotina de atividades físicas frequentes são hábitos indicados para todos.


Entre os fatores de risco estão também a idade, já que a incidência e mortalidade relacionados ao câncer de próstata aumentam após os 50 anos; a hereditariedade; e a exposição a aminas aromáticas (comuns nas indústrias química, mecânica e de transformação de alumínio), arsênio (usado como conservante de madeira e como agrotóxico), produtos de petróleo, motor de escape de veículo, hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPA), fuligem e dioxinas.


DIAGNÓSTICO

O exame de toque retal e o exame de sangue (PSA – que mede a dosagem de uma proteína presente no sangue) são complementares e indicados para pacientes que estejam com os sintomas mencionados acima. Além disso, alguns médicos ainda orientam a realização dos exames como parte dos procedimentos de rotina após os 50 anos.


TRATAMENTOS

O tratamento da doença vai depender de cada caso e pode contar com cirurgia e radioterapia, por exemplo. Na Nossa Saúde, é oferecido suporte de apoio por meio do Programa Sentinela, composto por uma equipe de profissionais capacitados para realizar o acompanhamento ativo dos pacientes oncológicos.


Por isso, é importante deixar o preconceito e a vergonha de lado e realizar exames de toques e de sangue periodicamente.


Abaixo separamos 5 pontos imprescindíveis para você saber sobre o câncer de próstata. Anota aí!


Exame de sangue NÃO substitui o exame de toque

A doença muitas vezes não é detectada a partir do sangue! Os dois exames são complementares e necessários para prevenir a doença.


A doença em seu início não apresenta sintomas

Mesmo que você não esteja “sentindo nada”, é importante fazer a prevenção. Isso porque a doença só começa a apresentar sintomas quando está em um estado bem avançado. Entre os sinais de câncer de próstata estão: aumento da frequência urinária, dificuldade e sangramento na hora de urinar ou ejacular; dores corporais e ósseas.


Exames de rastreamento devem ser feitos anualmente a partir dos 45 anos

Para pacientes considerados de maior risco (os que possuem histórico familiar de câncer de próstata, os negros, obesos) devem iniciar a prevenção aos 45 anos. Os considerados de baixo risco a partir dos 50 anos.


Câncer de próstata tem cura!

Quando diagnosticados a tempo, a doença pode ser tratada e curada. Atualmente as taxas de cura acontecem em 95% dos casos.


Hábitos saudáveis são a prevenção para a doença

Cuidar da alimentação, manter uma rotina de atividades físicas, evitar o tabagismo e controlar a ingestão de gorduras e bebidas alcoólicas são ótimas formas de se prevenir do câncer de próstata.

Homem, cuide da sua saúde! Não deixe o preconceito tirar o protagonismo da sua vida das suas mãos.


Fonte: Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS | Ministério da Saúde | Instituto Lado a Lado pela Vida